Inteligência Artificial vs Publicidade Online



Será que vale a pena pensar na forma em como surgem os anúncios online e como estes são escolhidos para aparecer para nós? Penso que sim e por isso, tentarei abordar o tema, de forma sucinta.

Tudo isto surge de um processo complexo que tem como base um conjunto de algoritmos ─ ou seja, a inteligência artificial. Será que não devemos pensar para onde nos levará esta inteligência artificial?
Recentemente fiquei intrigado ao ler o artigo que se intitulava como “Os algoritmos que estão a dominar as nossas vidas” integrante da revista Notícias Magazine pois, apesar de já ter algum conhecimento sobre esta temática, nunca tinha parado para pensar, verdadeiramente, sobre este tema e, sobretudo, por este ângulo de abordagem.
Será que não haverá uma forma de se utilizar globalmente a Internet sem ter que partilhar essa informação que leva ao surgimento de anúncios (direcionados ou não)? Aparentemente não ─ apesar de alguns esforços com o modo anónimo de alguns browsers ─ e isso tende, na minha humilde opinião, a piorar.
Somos todos os dias bombardeados com sites que são criados apenas com o intuito de promover publicidade e não com o intuito de informar levando até, muitas vezes, à desinformação ─ há cada vez mais sites disseminadores de notícias falsas. É por motivos como este que o Adblock Plus é uma das extensões de uso obrigatório. Quando os sites têm publicidade a mais, eu barro a sua publicidade com esta ferramenta, se são sites que têm publicidade sem poluição eu mantenho o Adblock desativado pois valorizo esse tipo de sites e a sua contribuição para uma Internet aberta e acessível para todos. Não consigo mesmo suportar os sites que têm pop-ups a abrir constantemente a cada link que pedimos para ser aberto ou aqueles que têm publicidade a abrir em iframes tapando o conteúdo do mesmo, inicialmente, obrigando as pessoas a aguardarem o fim da publicidade para verem o conteúdo do site.
Este espécie de partilha de anúncios, no meu entender, não fazem o menor sentido, e tendem a afastar as pessoas destes sites.
Se o interesse é informar com anúncios, sem poluir, acho bem. Quando há poluição, eu fugo.
Sujeira virtual não, obrigado!

Ismael Guimarães, AD

Sou um jovem adulto com muita tendência para a inovação. Tenho alguns projetos na gaveta que estão lá à espera do momento certo, de conhecer as pessoas certas ou de encontrar os parceiros certos.

Neste caso, esses parceiros teriam que ser da área do marketing, do webdesign e da fotografia, bem como da área do capital (de risco) pois sem dinheiro nada se consegue. Está bem presente em minha vida que Dinheiro gera Dinheiro!

Sem comentários:

Enviar um comentário